NOTÍCIAS

Entenda o que fazer para otimizar a entrega das suas obrigações contábeis

10 JUL 2019

Você não quer gastar muito tempo ou recursos humanos para garantir a entrega das suas obrigações contábeis. A não ser que a contabilidade seja a atividade-fim de sua empresa, não é mesmo? Normalmente, o objetivo é o contrário disso: você quer otimizar essas atividades e focar o máximo de energia no seu negócio propriamente dito.

Sabemos disso. E, exatamente por isso, preparamos um artigo para mostrar como otimizar essas entregas com a ajuda da tecnologia. Ficou curioso para saber mais? Então, continue a leitura!

Quais são as principais obrigações contábeis de uma empresa?
Para garantir efetividade na entrega das obrigações contábeis, você precisa primeiro saber quais são elas. A quantidade pode variar entre empresas — conforme o porte, o regime tributário e a natureza das atividades — mas certas obrigações são inerentes a qualquer negócio. Confira algumas das principais!

Balanço Patrimonial
O balanço patrimonial é um demonstrativo financeiro anual completo dos bens adquiridos e das despesas pagas pela empresa. Ele mostra a situação financeira e patrimonial da organização.

Apenas os Microempreendedores Individuais (MEI) estão dispensados de apresentá-lo. Portanto, se você tem qualquer outro tipo de empresa, é fundamental ficar atento a essa obrigação contábil.

Livros e SPED Contábil
O Livro Diário também está entre as obrigações contábeis das empresas, juntamente ao Livro Razão. Enquanto o primeiro tem a finalidade de registrar as operações do dia a dia, o segundo apresenta a movimentação analítica das contas escrituradas no diário.

Atualmente, está muito mais fácil enviar esses dados — assim como os balancetes, balanços e fichas de lançamento. Tudo pode ser transmitido por meio do SPED Contábil. O Sistema Público de Escrituração Digital é obrigatório para as organizações que tributam pelo Lucro Real.

E as obrigações fiscais e tributárias?
Além das obrigações contábeis, também é preciso ficar atento às fiscais e tributárias, que são aquelas relacionadas aos tributos devidos pelas empresas. Veja, a seguir, algumas das mais importantes.

IRPJ
É o Imposto de Renda para Pessoa Jurídica. Incide diretamente sobre a arrecadação e é recolhido pela Receita Federal. As alíquotas dependem do tipo de tributação (como lucro real, lucro presumido e lucro arbitrado).

IRRF
O Imposto de Renda Retido na Fonte é obrigatório quando a Pessoa Jurídica ou equiparada faz pagamentos a beneficiários (por exemplo, o salário de um empregado). Nesses casos, o imposto deve ser retido de acordo com as normas do Regulamento do Imposto de Renda.

DIRF
Trata-se da Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte. Independentemente do tipo de tributação perante o IRPJ, essa obrigação acessória serve para que as fontes pagadoras — ou seja, as empresas — informem as retenções de impostos à Receita Federal. A DIRF também tem a função de identificar o beneficiário.

Leia mais em: https://www.jornalcontabil.com.br/obrigacoes-contabeis-entenda-o-que-fazer-para-otimizar-a-sua-entrega/ 

VEJA TAMBÉM